Início | Bio | Transparência | Galeria | Links | Contactos
      English
  OK  
Parlamento
Arquivo
Artigos
Notícias
direitoshumanos
segurancaedefesa
libia
integridadeetransparencia
fiscalidade
submarinos
envc
justicaeassuntosinternos
vistosgold
vooscia
 
 
Notícias
08/02/2019
Comunicado de imprensa do Parlamento Europeu: Eurodeputados concluem primeira etapa da missão de averiguação de escândalos do Banco Danske

Uma delegação de eurodeputados do Comissão Especial sobre os Crimes Financeiros e a Elisão e a Evasão Fiscais (TAX3) do Parlamento Europeu concluiu a primeira parte da missão de averiguação - à Estónia - alusiva ao escandâlo de lavagem de dinheiro que assolou a unidade do Danske Bank neste país.

Na Estónia, a delegação reuniu-se com jornalistas, autoridades nacionais e representantes da unidade do banco Danske Bank na Estónia, a agência responsável pela maior parte do escândalo de lavagem de dinheiro que o Danske Bank enfrenta atualmente. A delegação parte agora para a Dinamarca para continuar as investigações.

Três eurodeputados da delegação fizeram os seguintes comentários no final da primeira parte da missão:

Petr Ježek (República Checa, ALDE -Grupo da Aliança dos Democratas e Liberais pela Europa), presidente da comissão TAX3:

"As reuniões confirmaram que as autoridades aprenderam lições do caso Danske e tomaram medidas para melhorar o sistema. Ao mesmo tempo, é claro que a UE deveria fazer mais para ajudar os Estados-Membros a combater a lavagem de dinheiro: deveria haver um autoridade central da UE com fortes poderes e a directiva anti-branqueamento de capitais deverá tornar-se um regulamento para se aplicar da mesma forma em todos os Estados-Membros, e as Unidade de Informação Financeiras nacionais deverão ser reforçadas e funcionar de forma harmonizada."

Dariusz Rosati (Polónia, Partido Popular Europeu):

"Todos os mecanismos internos de defesa do Danske Bank - gestão de riscos, conformidade e auditoria interna - falharam completamente em identificar o maior esquema de lavagem de dinheiro da Europa, também devido a enormes falhas na estrutura e cultura de gestão do banco e ao modelo de negócios que encorajou. Ao mesmo tempo, as autoridades dinamarquesas, estónias e europeias deveriam ter sido capazes de detectar o escândalo mais cedo se houvesse uma melhor cooperação coordenada. Como o Banco Danske e as autoridades não cumpriram as suas responsabilidades, precisamos avaliar plenamente se a legislação europeia e nacional em matéria de branqueamento de capitais não foi devidamente aplicada ou se é necessário revê-la mais uma vez."

Jeppe Kofod (Dinamarca, Grupo da Aliança Progressista dos Socialistas e Democratas (S&D), co-relator do relatório final desta comissão:

"O facto de que o Danske Bank permitiu que dinheiro com origem criminosa entrasse na Europa não é uma novidade. Mas a nossa constatação na Estónia deixou claro que a estrutura atual para combater a lavagem de dinheiro transfronteiriça não é adequada à sua finalidade. Precisamos de um modelo centralizado e reforçado de supervisão contra a lavagem de dinheiro ao nível da União Europeia".

Contexto e antecedentes da comissão TAX3:

Após as contínuas revelações nos últimos cinco anos resultantes em escândalos como Luxleaks, Panama Papers, Football leaks e Paradise Papers, o Parlamento Europeu decidiu criar a Comissão Especial sobre os Crimes Financeiros e a Elisão e a Evasão Fiscais (TAX3), a 1 de março de 2018.

Durante o seu mandato de doze meses, a comissão TAX3 tem examinado e avaliado se houve progresso adicional no combate a crimes financeiros, evasão e a elisão fiscais. Neste sentido, foram realizadas várias audições públicas com especialistas, assim como várias missões de averiguação têm sido organizadas regularmente. A comissão TAX3 concluirá o seu trabalho com um relatório contendo as suas conclusões e recomendações, as quais serão votadas em sede de comissão no mês de fevereiro e, mais tarde, por todos os eurodeputados, em sede de sessão plenária a decorrer em março. Os co-relatores deste relatório são Luděk Niedermayer (República Checa, Partido Popular Europeu) e Jeppe Kofod (Dinamarca, Grupo da Aliança Progressista dos Socialistas e Democratas (S&D).

Hiperligação para o Comunicado de Imprensa do Parlamento Europeu (em inglês): Eurodeputados concluem primeira etapa da missão de averiguação de escândalos do Banco Danske

A tradução deste comunicado de imprensa de inglês para português é da exclusiva responsabilidade do gabinete da eurodeputada Ana Gomes.

 

 
 
Desenvolvido por: mediaFoundry © 2019 Ana Gomes. Todos os direitos reservados.